2020 ACELEROU O VAREJO PARA O PRESENTE

Por Alexandre Guimarães
Head de Inovação do Mundo do Cabeleireiro, eleito Líder de Tecnologia Norte/Nordeste 2019 e Corporate Ninja 2019 pelo Cubo Itaú

Outro dia estava escutando o episódio do VarejoCast, onde os amigos Fred Alecrim e Caio Camargo apresentaram as tendências de 2010 em diante, pela NRF Retail’s Big Show, a famosa feira de negócios do varejo que acontece em New York. Ao acompanhar ano a ano o que foi apresentado, ficou mais claro que o ano de 2020 acelerou o varejo para o PRESENTE, como bem disse o Fred. Assim, passo a compartilhar essas tendências apresentadas nos últimos 10 anos na NRF, segundo Alecrim e Caio, junto com meus comentários.

2010 – REDES SOCIAIS e OMINICHANNEL – temos uma explosão do e-commerce neste início de década e as redes sociais ficam fortes. O marketing digital entra no negócio através das redes sociais, além de aparecer o conceito do ominichannel.

2011 – LOJA FORA DA LOJA – divulgado o conceito de ir ao consumidor através de novos canais de venda, como VENDING MACHINE.

2012 – CARTEIRA DIGITAL e SOCIAL LOCATION MOBILE (SoLoMo) – neste ano desponta a questão do ser DIGITAL, onde entram as carteiras digitais e o SoLoMo, que é uma estratégia para que as empresas atinjam consumidores em potencial ou clientes fiéis onde quer que estejam, a qualquer momento e com conteúdos e ofertas relevantes, que podem ser curtidos e compartilhados nas redes sociais. Mais uma vez o MARKETING DIGITAL entra pesado neste ano junto com as REDES SOCIAIS.

2013 – SHOWROOMER – com toda a evolução dos últimos 3 anos, surgem os SHOWROOMERS, clientes que usam a loja física para testar e ver um produto e, ali mesmo, fazer a pesquisa de preço em seu celular, comprando mais barato por outros canais digitais. Começa a ser usado o termo NATIVOS DIGITAIS, empresas como AMAZON que até então eram apenas digitais.

2014 – EXPERIÊNCIA – depois de toda evolução anterior, vem forte a tendência da EXPERIÊNCIA que o consumidor tem junto aos canais de vendas, com a preocupação de ser sempre a melhor experiência.

2015 – FIM DOS CAIXAS (PDV) – agilizar a experiência de compras do consumidor evitando filas e levando o pagamento para a palma da mão através de maquinetas POS, celular como checkout e também a opção do self checkout.

2016 – FÍGITAL – forma-se o conceito do FÍGITAL, conectando o Varejo Físico com o Digital. Os dois meios se complementam, tem que andar juntos, e mais uma vez o OMINICHANNEL entra junto do conceito. Grandes cases começam a acontecer neste ano, como Amazon entrando no Físico e WalMart entrando no Digital.

2017 – BIG DATA – “DADOS são o novo PETRÓLEO” – nem precisamos comentar muito – recebemos muitos DADOS todos os dias, que podem ser utilizados para melhoria do negócio.

2018 – STARTUPS – este foi o primeiro ano onde as STARTUPS começam a ter um lugar especial dentro da NRF, mostrando que para inovar precisamos delas inseridas no negócio.

2019 – AUTOMAÇÃO e EXPERIÊNCIA SEM ATRITO – o conceito de automação já existia, mas agora a experiência sem atrito vem para quebrar barreiras entre consumidor e lojas, o chamado “Frictionless Retail” – Varejo sem Atritos..

2020 – RENASCIMENTO DA LOJA FÍSICA e CONEXÕES HUMANAS – ano da pandemia, fomos obrigados a parar, a rever conceitos, reaprender, desaprender e a repensar em tudo que não fizemos e precisamos agora fazer. Esta foi uma realidade para muitos dentro do VAREJO – foi preciso correr atrás de tudo que não foi feito para, em poucos dias, colocar em prática. Conforme vimos no que foi apresentado na NRF, aconteceu uma corrida de pelo menos de 10 anos de atraso, uma década em poucos dias.

A tendência apresentada em 2020 acertou na questão de HUMANIZAR o varejo, algo que vinha se perdendo. O Caio até fala que são ciclos que vão sendo ajustados ao longo do tempo. Antes o Digital ía acabar com o Físico, logo em seguida os dois se completam, e por aí vai. Vimos em 2020 grandes empresas correndo atrás do mundo DIGITAL, lançando e-commerces em tempo recorde e buscando o OMINICHANNEL. Um uso massivo das redes sociais para o Marketing Digital e aí também temos o IG SHOPPING e o Facebook Shopping. Aqui no Brasil começa o LIVE COMMERCE. Varejo correndo atrás de plataformas de MarketPlace, Rappi, Ifood, CornerShop, projetos de Vending Machine, o FÍGITAL sendo pregado, projetos de Analytics, busca por startups para resolver problemas, e por aí vamos… Tudo que já havia sido falado nos últimos 10 anos !!!

Ou seja, 2020 foi o ano de colocar o VAREJO no tempo certo, ajustar as contas com o PASSADO, evoluir para o PRESENTE e assim poder olhar para o FUTURO. O que virá em 2021?

Revisão de texto: Keila Guimarães


Conheça o GUIMAS !!!

GUIMAS

GUIMAS é Head de Inovação do MUNDO do Cabeleireiro, Co-founder do GETIC NE, idealizador do Blog Descoisando, Partner do Innovation Group e Palestrante

Em 2019 foi reconhecido como Innovation Leader N e NE na categoria Tecnologia, prêmio realizado pelo Innovation Group e também premiado pelo Cubo Itaú como Corporate Ninja 2019.

Uma pessoa que está sempre inconformado em fazer o diferencial e de incomodar as pessoas para sair do conformismo, ajudas os coisados a descoisarem as coisas.

Guimas é gente que gosta de gente de graça. Gostou ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s